A importância da escrita

(Anne Frank)


No início deste mês, o documentário “ Anne Frank – Vidas Paralelas”, entrou para o catálogo da Netflix.

A homenagem veio pelos 90 anos que a garota completaria, se estivesse viva.

A atriz Helen Mirren, quebra a quarta parede ao ler sensivelmente o diário de Anne Frank, que conta como foram os anos que passou junto com sua família escondida dos nazistas.

O documentário é rico em depoimentos, pois apresenta os relatos de cinco mulheres que sobreviveram ao Holocausto quando eram crianças.

Cada relato é emocionante, e ter sobrevivido ao campo de concentração, uma vitória. Vitória que jamais diminuiu as dores e traumas daquele tempo sórdido.

Uma das mulheres, chegou a conhecer Anne Frank, as duas ficaram no mesmo alojamento por algumas semanas.

Assistindo ao documentário, lembrei do filme “A Lista de Schindler”, que assisti quando estava no ensino médico, e foi muito chocante aquelas cenas em que os corpos eram jogados em valas.

E também pensei na importância da escrita para toda a história. Ainda bem que Anne Frank, apesar de todo medo e sofrimento, escreveu o diário, e está conosco até hoje através de suas palavras.



Juliana Sfair

Atriz, Escritora e Produtora Cultural

6 visualizações

Endereço:
Rua Doutor Enéas de Carvalho Aguiar, 237 - Jardim América

Fone: (16) 3325-1888
Cel.: (16) 99451-4774
Email:  contato@centrodeestudosfridakahlo.com.br

Quer saber mais?

Fone: (16) 3325-1888

Cel.: (16) 99451-4774